Obama, que recebeu Guterres na Casa Branca, referiu que tê-lo como secretário-geral da ONU será importante numa altura em que os desafios mundiais e a incerteza continuam a aumentar.

António Guterres, por seu turno, expressou o seu “total compromisso” em trabalhar em estreita colaboração com Obama e com o presidente eleito Donald Trump.

Disse que o mundo precisa de uma ONU mais eficaz, também em termos económicos, e com uma abordagem reformista, adiantando estar comprometido com tal objetivo, partilhado pelos Estados Unidos.

Ex-Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Guterres foi eleito em outubro para suceder a Ban Ki-moon.

No início do mês, Guterres já se tinha encontrado com o secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, que considerou o secretário-geral designado da ONU o "homem certo para o momento”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.