Ana Catarina Mendes deixou estes recados para as forças à esquerda dos socialistas na intervenção que proferiu no jantar de Natal e de Ano Novo do Grupo Parlamentar do PS, em Lisboa.

"Ninguém perceberá que este orçamento, que é melhor que todos os anteriores, não seja apoiado pela maioria que o país escolheu para estar representada na Assembleia da República", disse, num recado dirigido ao PCP e Bloco de Esquerda.

Perante vários membros do Governo e dezenas de deputados socialistas, a presidente do Grupo Parlamentar do PS referiu que a sua bancada vai entrar "numa semana decisiva" com a discussão e votação na generalidade da proposta de Orçamento do Estado na Assembleia da República, na quinta e sexta-feira.

"Teremos mês e meio de muito trabalho e não nos enganemos: este é um Orçamento de Estado de esquerda e responsável. Corresponde ao caminho iniciado na anterior legislatura", declarou.

Ana Catarina Mendes referiu depois que a proposta do Governo se caracteriza pela "continuidade das contas certas, melhor Serviço Nacional de Saúde, melhor resposta nos serviços públicos e combate à pobreza dos mais idosos".

"Para os jovens, apresenta medidas ao nível do IRS, abono de família, incentivos à utilização de novas tecnologias e incentivos à entrada no mercado de trabalho. Com a autonomia de sempre, este Grupo Parlamentar do PS estará sempre a apoiar sempre convictamente toda a ação do Governo, da qual o Orçamento do Estado é o instrumento essencial", disse, tendo a escutá-la o líder partidário, António Costa, assim como vários ministros.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.