"Aquilo que lhe posso dizer é que, desde que este Governo está em funções, os dados têm sido devidamente publicados, escrutinados", o que permitiu "verificar-se que havia uma discrepância relativamente a um período anterior em que esta prática não foi seguida", afirmou.

Falando em Fafe à margem da inauguração do quartel da GNR, o chefe do Governo comentava, em declarações aos jornalistas, a notícia de que mais de metade dos 10 mil milhões de euros de transferências para 'offshore' que não apareciam nas estatísticas entre 2011 e 2014 foram declarados pelo Banco Espírito Santo (BES), avançada na quinta-feira pelo "O Jornal Económico".

Costa acrescentou que sobre essa matéria "foi ordenado um inquérito por parte da Inspeção Geral de Finanças" e que "a própria Assembleia da República está a apurar" o que se passou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.