“O PCP não desperdiçará nenhuma oportunidade para levar mais longe a resposta aos problemas dos trabalhadores e do povo e intervirá até ao último dia da legislatura para que essa resposta seja tão ampla e profunda quanto a atual correlação de forças o permite”, prometeu João Oliveira, em conferência de imprensa, num hotel bracarense.

Segundo o deputado do PCP, “as opções da política de direita executada por sucessivos governos PS, PSD e CDS continuam a marcar não apenas os graves problemas estruturais que pesam na realidade nacional, mas também a convergência entre PS, PSD e CDS na recusa das soluções de uma política alternativa”.

“Em todas as medidas positivas que ficaram pelo caminho ou foram recusadas, em todos os problemas que ficaram sem resposta encontramos essa já velha convergência PS, PSD e CDS”, lamentou.

João Oliveira defendeu que “o caminho para a resolução dos graves problemas nacionais não está nessas convergências velhas em torno da política de direita”, mas antes na “política alternativa, patriótica e de esquerda, na luta dos trabalhadores e do povo e no reforço do PCP e da CDU [coligação PCP e ‘Os Verdes’]”.

“Essa é uma das maiores lições que os últimos anos confirmaram nas inúmeras medidas de reposição de direitos e rendimentos que foi possível fazer aprovar”, disse.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.