Os migrantes, incluindo mulheres e crianças, ultrapassaram o cordão de isolamento da polícia grega, entraram na via férrea e forçaram a cerca entre a Macedónia e a Grécia gritando "Abram as fronteiras!".

A polícia macedónia respondeu lançando bombas de gás lacrimogéneo para impedir a entrada dos migrantes, constatou um jornalista da AFP no local. Os migrantes tiveram de recuar e as crianças, com problemas respiratórios por causa do gás, tiveram de ser atendidas. Segundo a ONG Médicos do Mundo, pelo menos 30 pessoas foram atendidas pelos médicos, entre elas muitas crianças. A situação é muito tensa no posto fronteiriço grego de Idomeni, onde mais de 7.000 migrantes e refugiados se encontram bloqueados por causa das restrições impostas pela Macedónia e outros países de cruzar para os Bálcãs.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.