“No dia 17 de janeiro, foi confirmado um novo foco de infeção por vírus da gripe aviária em ganso, na Lagoa de Santo André, em Santiago do Cacém, distrito de Setúbal”, indicou, em comunicado, a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).

As medidas de vigilância, estão já a ser implementadas.

No documento, a DGAV apelou aos detentores de aves para que cumpram as medidas de biossegurança e as boas práticas de produção, evitando contactos entre aves domésticas e selvagens.

Por outro lado, devem ser reforçados os procedimentos de higiene nas instalações, equipamentos e materiais.

“A notificação de qualquer suspeita deve ser realizada de forma imediata, de modo a permitir uma rápida e eficaz implementação das medidas de controlo da doença no terreno pela DGAV”, vincou.

Já as notificações de mortalidade podem ser submetidas na aplicação ANIMAS (http://animas.icnf.pt).

A DGAV é um serviço central da administração direta do Estado, com autonomia administrativa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.