Pedro Nuno Santos, que coordena do ponto de vista político a relação com as forças que suportam o Governo na Assembleia da República (Bloco de Esquerda, PCP e "Os Verdes"), considerou que "todos" estão "empenhados de forma séria" na continuidade do atual executivo até ao final das legislatura e na produção de resultados.

De acordo com o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, o discurso de PSD e do CDS-PP "ficou esvaziado" quando o atual Governo "conseguiu simultaneamente introduzir uma viragem política, sem romper com as regras da União Europeia".

Mas Pedro Nuno Santos foi mais longe: "Em Portugal, estamos numa ilha de estabilidade".

"Quando se olha para o que acontece no mundo, seja nos Estados Unidos, sejam em vários países da União Europeia, onde a incerteza política é muito grande, onde a instabilidade também, olhamos para Portugal como um espaço de estabilidade. Esta é uma das grandes vitórias de uma solução de Governo que muita gente antecipava instabilidade", afirmou.

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares referiu depois que o atual Governo se prepara para ver aprovada pela Assembleia da República a sua segunda proposta de Orçamento do Estado.

"Temos hoje um ambiente de estabilidade política, social e económica que inveja a maior parte dos nossos parceiros europeus", acrescentou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.