“Fui escolhido Presidente do Brasil para atender aos anseios do povo brasileiro. Pegar pesado na questão da violência e criminalidade foi um dos nossos principais compromissos de campanha. Garanto a vocês, se houver indulto para criminosos neste ano, certamente será o último”, escreveu Jair Bolsonaro, na rede Twitter.

o chefe de Estado brasileiro referia-se a um julgamento que acontecerá na tarde desta quarta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a constitucionalidade de um decreto de indulto natalício assinado pelo Presidente em funções, Michel Temer, em dezembro de 2017.

Se for considerado válido, o indulto concederá perdão para quem cumpriu um quinto da pena em caso de crimes sem violência ou ameaça grave.

A medida gerou controvérsia porque poderia beneficiar diversos condenados pela prática do crime de corrupção na Operação Lava Jato, que desvendou um vasto esquema de corrupção na petrolífera estatal Petrobras.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.