“O povo, os partidos políticos, os militantes deram uma prova de maturidade de quererem a paz e a estabilidade. Estou confiante de que hoje todo o povo garantirá a paz e a estabilidade e irá às urnas expressar a sua vontade politica, escolhendo os membros do Parlamento”, disse Francisco Guterres Lu-Olo.

“Estou muito confiante porque o povo, os partidos e os militantes dos partidos dos partidos políticos já demonstraram pela prática durante a campanha que não houve incidentes e acredito que esta eleição vai decorrer num ambiente de paz e estabilidade”, reforçou.

O chefe de Estado falava aos jornalistas momentos depois de votar, com a sua mulher, na escola nº.1 do Farol, em Díli, no primeiro ato eleitoral em Timor-Leste desde a independência em que não fez campanha.

“Foram 17 anos nas campanhas. Esta é a primeira vez em que não participei. Embora tivesse algum sentimento sobre essa postura politica, devo dizer muito claramente que continuo a cumprir o meu compromisso, como Presidente de todos os timorenses e, por isso, não participei na campanha”, disse.

As urnas encerram às 15:00 locais (07:00 em Lisboa).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.