O protocolo será assinado hoje, às 10:00 (hora de Lisboa), numa cerimónia que vai decorrer em modo digital, a partir de Lisboa e da Cidade do Vaticano, sendo o Estado português representado pela secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro.

Participam ainda o cardeal José Tolentino de Mendonça, bibliotecário e arquivista da Santa Sé, o monsenhor Agostinho da Costa Borges, reitor do Instituto Português de Santo António em Roma, e Paulo Fontes, diretor do Centro de Estudos de História Religiosa da UCP, na qualidade de cossignatários do protocolo, bem como do Núncio Apostólico em Lisboa, monsenhor Ivo Scapolo.

O protocolo envolve o Instituto Português de Santo António de Roma e, em Portugal, o Camões - Instituto da Cooperação e da Língua e o Centro de Estudos de História Religiosa da UCP.

No quadro desta cooperação, o Centro de Estudos de História Religiosa da UCP seleciona investigadores, a quem são concedidas Bolsas Fernão Mendes Pinto pelo instituto Camões.

Os investigadores terão acesso ao vasto e relevante acervo documental da Biblioteca e Arquivo do Vaticano e, durante os trabalhos de investigação que desenvolverão em Roma, o Instituto Português de Santo António naquela cidade apoia a respetiva instalação.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.