Ribau Esteves, durante a inauguração recente de um relvado sintético, afirmou ter herdado uma "câmara corrupta", com grandes dificuldades financeiras.

“Herdámos uma câmara em péssima situação financeira, desorganizada, falida, corrupta. Tudo aquilo que é mau estava na Câmara de Aveiro", afirmou o autarca, na ocasião.

Reagindo a essas declarações, a concelhia do PS anunciou ter entregado um requerimento ao Tribunal Administrativo e Fiscal, “a solicitar um esclarecimento sobre os processos em curso que digam respeito a corrupção na Câmara Municipal de Aveiro”

O PS considera que, se existe suspeita de casos de corrupção, interessa saber “se foram feitas queixas ao Ministério Público, qual a dimensão da suspeição, ou se tudo não passa de uma manobra de depreciação e menosprezo do trabalho levado a cabo pelos executivos e técnicos anteriores, na tentativa de abrilhantar a presente gestão”.

Relembrando que nos oito anos anteriores à chegada de Ribau Esteves a câmara esteve sobre a gestão de uma maioria CDS/PSD, e nos oito anos anteriores pelo PS, os socialistas consideram que “as acusações proferidas põem em causa o bom nome de todos os titulares de cargos públicos no município e funcionários da autarquia”.

“A existência de eventuais casos pontuais de corrupção não justifica a leviana extrapolação de que estávamos perante uma câmara corrupta. Há assuntos que não se trazem à praça pública sem provas cabais, sob o risco de cometer ofensas graves ou levantar, sem fundamento, suspeitas sobre o bom nome, honestidade e competência de centenas de pessoas”, sublinha o PS.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.