No final da reunião da bancada do PSD, Luís Montenegro acusou o Governo de não esclarecer “tudo aquilo que foram cortes efetivos na despesa, nomeadamente nas despesas de funcionamento”.

“Há aqui uma falta de transparência que não pode continuar”, acusou.

Já na quinta-feira, na apresentação do candidato autárquico à Amadora, o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, tinha desafiado o Governo a dizer onde foram feitos os quase mil milhões de euros de cativações definitivas em 2016.

“Querem-me convencer que se pode cortar mil milhões de euros sem tocar na saúde, educação, na defesa, na administração interna?”, inquiriu, dizendo que lhe custa “ver altas figuras do Estado dizerem aldrabices”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.