O suspeito, um homem "na casa dos 40 anos", foi detido para interrogação. A investigação está agora a cargo da unidade contraterrorismo britânica, informou a polícia de Manchester.

Em comunicado, a polícia indicou que nesta "fase inicial, estamos de mente aberta quanto à motivação e circunstâncias deste terrível incidente".

Os serviços de emergência informaram que foram chamados às 11:57 (mesma hora em Lisboa) e deram assistência médica a cinco pessoas feridas, revela o The Guardian.

Imagens do local mostram um forte dispositivo policial em torno do centro comercial e várias ambulâncias junto à entrada.

Outras imagens mostram polícias a utilizar uma arma de eletrochoques (‘taser’) e a imobilizar um homem no chão.

Na rede social Twitter, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse que ficou “chocado” e enviou os seus “pensamentos” às vítimas, agradecendo aos serviços de socorro e aos investigadores.

Segundo os meios de comunicação, o centro comercial de Arndale, onde ocorreu o incidente, foi evacuado e um grande dispositivo de segurança foi instalado.

Segundo uma testemunha, o agressor estava a tentar esfaquear as pessoas “aleatoriamente”.

(Notícia atualizada às 14:24)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.