“Apesar de o número de assinaturas ser já suficiente para obrigar à discussão em plenário na Assembleia da República sobre a melhoria desta importante via para o desenvolvimento da região e do país e de defesa da vida humana, continuaremos a recolha de assinaturas, contando ultrapassar brevemente as 5.000”, anuncia a associação, em comunicado enviado à agência Lusa.

Com o aumento do número de assinaturas e de contactos, a associação quer “demonstrar o profundo empenho das pessoas da região e do país para a exigência da melhoria e alargamento do IP3 sem portagens, pela segurança, acessibilidade e desenvolvimento”.

“Nos contactos, uma das referências mais ouvidas é que esta melhoria não pode ser à custa da colocação de portagens, pois para a esmagadora maioria das pessoas esta é a única via”, refere.

Até 02 de abril, estão previstas ações de recolha de assinaturas em vários locais dos concelhos de Penacova (distrito de Coimbra) e de Mortágua (distrito de Viseu). Para abril, está prevista uma iniciativa “pela segurança, em defesa da vida no IP3”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.