A rainha de Inglaterra autorizou o príncipe Andrew a "afastar-se dos seus deveres reais por tempo indeterminado", devido às críticas de que este tem sido alvo por causa do seu relacionamento com o multimilionário Jeffrey Epstein, encontrado morto em agosto dentro da prisão onde estava detido enquanto aguardava julgamento sob acusações de tráfico sexual e abuso de menores.

A informação foi confirmada pelo duque num comunicado oficial. O duque de York diz ainda na nota publicada, que, sobre o caso Epstein, "se necessário", "está disposto a ajudar qualquer força policial nas investigações"

O filho da monarca de Inglaterra está a ser fortemente criticado depois de uma entrevista dada ao programa Newsnight, da BBC, transmitida no último sábado, em que não se distanciou do norte-americano Epstein.

Na mesma conversa, Andrew disse que nunca suspeitou do comportamento criminoso do magnata norte-americano e contestou as acusações de uma mulher, alegadamente recrutada por Epstein, que afirma ter sido forçada a ter relações sexuais com o príncipe quando tinha 17 anos.

Em resultado disso, já esta quarta-feira, a empresa britânica de telecomunicações British Telecom (BT) e três universidades australianas decidiram romper as suas ligações com o príncipe.

(Notícia atualizada às 22h12)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.