Uma das particularidades desta tempestade foi o facto de que quase todos os raios terem tocado o chão, atingindo, em alguns casos, "áreas densamente populosas", como descreve o autor do vídeo.

O espetáculo perigoso foi captado por Peter Lowenstein, que partilhou o vídeo no Youtube. A capacidade destas tempestades de gerar relâmpagos tão intensos pode provocar danos estruturais, feridos e mortes. O Zimbabwe é um dos países com a taxa mais alta de fatalidades por relâmpagos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.