Na edição número 14 de sua revista em inglês, Dabiq, publicada na internet esta quarta-feira, o EI afirma, ao citar Khalid El-Bakraoui: "Todos os preparativos para os ataques de Paris e de Bruxelas começaram com ele e com o seu irmão mais velho, Ibrahim". O EI destaca que os dois irmãos tiveram uma revelação quando estavam na prisão, por crimes comuns, e decidiram "viver para a religião".

Khalid El-Bakroui, detido por uma série de roubos de carros violentos, teve sonhos nos quais se via a combater os infiéis ao lado do profeta, afirma a Dabiq, cujos artigos não são assinados. "Os dois irmãos conseguiram as armas e os explosivos", completa a publicação do EI. A revista informa ainda que Najim Laachraoui, um dos homens-bomba do aeroporto de Bruxelas, era efetivamente o técnico de explosivos do grupo. "Abou Idriss (nome de guerra) foi quem preparou os explosivos para os ataques de Paris e de Bruxelas", afirma a Dabiq. 

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.