“Não há medo nenhum. Deslumbramento? Os jogadores têm de ter noção que isto muda de um momento para o outro”, afirmou o técnico dos ‘leões’, na conferência de imprensa realizada no Estádio José Alvalade.

Instado a analisar o comportamento do conjunto de Moreira de Cónegos esta época frente aos ‘grandes’, no qual já colocou dificuldades ao Benfica, Rúben Amorim manifestou a expectativa de um Moreirense “atrevido”.

Mas o técnico lembrou que “cada jogo tem a sua história” e que o indicador mais importante vem do jogo da primeira volta, em Lisboa, onde provocou “muitos problemas”, apesar de o Sporting ter sido “superior” e acabado por vencer por 2-1.

“O foco é o Moreirense. A tranquilidade que têm permite-lhes encarar estes jogos de outra forma, sem a pressão dos pontos. É difícil ganhar em casa do Moreirense, mas também era em casa do Tondela, que vinha de cinco vitórias consecutivas, e conseguimos. No último jogo já mostrámos uma forma diferente e queremos continuar a melhorar a equipa”, frisou.

Depois de um interregno do campeonato para os jogos das seleções, o treinador ‘leonino’ não hesitou em rotular como “boas” estas duas semanas de trabalho, sobretudo na observação de jogadores jovens e de intensificação do ritmo de treino daqueles que ficaram no seio do clube.

“Perdemos muitos jogadores para as seleções e ‘desfocaram’ um bocadinho, mas é sempre importante voltarem, perceberem o momento do Sporting e relembrarem as nossas dinâmicas enquanto equipa. Estão todos à disposição e o que têm de fazer é voltar a ganhar”, disse.

Na última temporada, o Sporting deixou escapar 10 pontos nas últimas jornadas, mas Rúben Amorim assumiu não temer uma repetição dessa situação, ao notar que “são campeonatos completamente diferentes”. E seguindo a mesma linha de discurso, o técnico rebateu uma eventual pressão acrescida pelo triunfo do FC Porto na véspera (2-1 ao Santa Clara).

“A pressão é sempre a mesma. Já tivemos fases em que estávamos mais pressionados, como no início da época. Agora somos uma equipa mais experiente, a pressão aumenta sempre um pouco no final da época, mas estamos preparados”, explicou.

Já sobre o propalado interesse de vários emblemas de topo do futebol europeu no jovem lateral Nuno Mendes, de 18 anos, o técnico dos ‘leões’ brincou com essa ideia, enfatizando, sobretudo, a tranquilidade do Sporting perante o assédio.

“O Nuno Mendes não está preparado para sair este ano, nem no próximo. Talvez daqui a cinco anos (risos). Queremos ficar com os melhores, mas o mercado tem leis. Sabemos que temos de vender, mas a ideia não passa por aí. Ele tem uma cláusula alta, está feliz aqui e por isso não há preocupação. Estamos tranquilos em relação a isso”, concluiu.

O Sporting, líder da I Liga, com 64 pontos, visita o Moreirense, oitavo classificado, com 30, no jogo que fecha a 25.ª jornada, na segunda-feira, a partir das 21:00, no Parque Desportivo Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, num encontro que vai ser arbitrado por João Pinheiro, da associação de Braga.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.