Rui Manuel Carlos Clero, que era 2.º comandante-geral da GNR desde novembro de 2018, substitui no cargo o tenente-general Luís Botelho Miguel, que atingiu o tempo limite no posto (10 anos), definido pelo estatuto militar.

A nota do MAI refere que Rui Manuel Carlos Clero, agora nomeado pelo primeiro-ministro e pelo ministro da Administração Interna, desempenhou, entre outras, as funções de comandante operacional e da Zona Militar da Madeira e foi chefe do Estado-Maior do Campo Militar de Santa Margarida e da Brigada Mecanizada Independente, tendo sido igualmente assessor militar do comandante do Quartel-General Conjunto da NATO em Lisboa.

Rui Manuel Carlos Clero nasceu em Macau, tem 58 anos de idade e 40 anos de serviço e ao longo da carreira prestou serviço em várias Unidades, Estabelecimentos e Órgãos do Exército, das Forças Armadas e da NATO.

Segundo o comunicado, está habilitado com os Cursos de Artilharia da Academia Militar, de Promoção a Oficial Superior, de Estado-Maior e de Promoção a Oficial General.

Foi instrutor e desempenhou diversas funções de comando no Centro de Instrução de Artilharia Antiaérea de Cascais, foi professor no Instituto de Altos Estudos Militares e assessor e ajudante-de-Campo do general Chefe do Estado-Maior do Exército.

Em 1999, foi nomeado como adjunto do Representante Militar Permanente de Portugal junto do Comité Militar da NATO e da União Europeia em Bruxelas. Durante três anos foi representante nacional em vários grupos de trabalho relacionados com a Política Europeia de Segurança e Defesa.

Rui Manuel Carlos Clero foi assessor militar do comandante do Quartel-General Conjunto da NATO em Lisboa, função que desempenhou até à nomeação como comandante do Regimento de Artilharia nº 5.

No âmbito da presidência portuguesa da União Europeia em 2007, presidiu ao Grupo de Trabalho de Desenvolvimento de Capacidades e, de 2008 a 2009, foi assessor de Relações Externas de Defesa do ministro da Defesa Nacional.

Entre 2010 e 2012 foi 2.º comandante da Brigada de Intervenção, tendo assumido, depois dessa data, as funções de diretor de Serviços de Relações Internacionais, na Direção-Geral de Política de Defesa Nacional.

O MAI recorda ainda que, entre 2013 e 2015, Rui Manuel Carlos Clero foi chefe de gabinete do ministro da Defesa Nacional dos XIX e XX Governos Constitucionais.

A cerimónia de tomada de posse do comandante-geral da GNR terá lugar no próximo dia 15 de julho, no Ministério da Administração Interna.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.