O PSD/Açores termina hoje na ilha do Pico três dias de congresso, encontro que não contou com a presença de Rui Rio, devido às eleições tidas no sábado para a liderança do partido a nível nacional.

O líder do PSD endereçou, todavia, uma mensagem aos congressistas, onde declarou ser "legítimo" que os sociais-democratas açorianos aspirem a vencer as eleições de outubro na região.

"Temos o partido unido, temos José Manuel Bolieiro, um excelente candidato a presidente do Governo", declarou.

Reconhecendo que a tarefa do PSD/Açores é "exigente", Rio garantiu que "em breve" voltará ao arquipélago para "colmatar" a ausência no 24.º congresso da estrutura.

Líder do PSD/Açores saúda Rui Rio pela vitória nas diretas

O presidente do PSD/Açores, José Manuel Bolieiro, felicitou hoje o líder nacional do partido, Rui Rio, pela vitória nas diretas de sábado, em que enfrentou Luís Montenegro.

"Uma palavra para o reeleito presidente da Comissão Política Nacional do PSD, o companheiro Rui Rio. Felicito-o pela sua eleição, ontem [sábado] mesmo, e compreendo, por isso, a sua ausência", declarou Bolieiro, dirigindo-se à plateia do 24.º Congresso do PSD/Açores, que hoje termina na ilha do Pico.

Em nome do "interesse" dos Açores, Bolieiro dirigiu-se a Rui Rio: "transmito-lhe a deliberação unânime deste congresso de que trabalharemos para conseguir uma representação dos Açores no Parlamento Europeu, designadamente através da criação de círculo eleitoral próprio".

Bolieiro foi escolhido por Rui Rio em julho de 2019 para vice-presidente do PSD.

Rui Rio renovou no sábado o mandato como presidente do PSD, com cerca de 53% dos votos na segunda volta das eleições diretas, enquanto o seu adversário, Luís Montenegro, teve 46,98%.

O líder social-democrata afirmou, após serem conhecidos os resultados das diretas, que o PSD não está "partido" e que conta com todos que trabalhem “com estabilidade e lealdade”.

Líder do PSD/Açores diz que "ninguém compreende" números da pobreza na região

José Manuel Bolieiro considerou hoje que "ninguém compreende" os números de pobreza da região, onde "um terço da população" vive em situação de risco após "quase meio século de autonomia".

"Com quase meio século de autonomia e já em pleno terceiro milénio, ninguém compreende que um terço da população açoriana esteja a viver em situação de pobreza. Na próxima década, é ou não desejável e possível aproximar os Açores das melhores médias nacionais? Sim. É desejável e é possível", considerou Bolieiro.

Para Bolieiro, "é sobretudo com o sucesso na Educação, na Cultura, na Saúde, que verdadeiramente se evita a pobreza", e "é com investimento social que se dignifica e integra os mais pobres".

E concretizou: "Uma sociedade justa não permite que os mais frágeis fiquem para trás. A pobreza e a exclusão social não são realidades novas. O que é novo é que hoje existem recursos suficientes para retirar as pessoas da pobreza e garantir-lhes progresso social".

O PSD/Açores está reunido desde sexta-feira na ilha do Pico, no primeiro encontro magno dos sociais-democratas açorianos sob a liderança de José Manuel Bolieiro e com as eleições regionais deste ano como pano de fundo.

No 24.º congresso do PSD/Açores foram debatidas várias propostas temáticas, bem como a moção global de estratégia "Confiança", apresentada por Bolieiro, eleito presidente em dezembro último.

José Manuel Bolieiro, vice-presidente de Rui Rio na direção nacional do PSD, foi eleito em dezembro líder do PSD/Açores, eleição para a qual era o único candidato, com 98,5% votos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.