A informação acerca da saída de Schulz, de 60 anos, do Parlamento Europeu já havia sido adiantada pelo jornal alemão Süddeutsche Zeitung.

Desta maneira, Schulz, cujo atual mandato termina no início de 2017, afirmou que não se vai recandidatar a um terceiro período à frente do Parlamento Europeu para que possa ser candidato como líder da lista do Partido Social-democrata alemão (SPD) na região de Renânia de Norte-Westfalia nas legislativas de 2017.

Presidente do Parlamento Europeu desde 2012, Schulz poderá substituir no SPD Frank-Walter Steinmeier, chanceler de Merkel dentro da coligação entre conservadores e social-democratas, segundo a revista Der Spiegel.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.