Segundo a EGEAC - Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, a ação, que coincide com a abertura das Jornadas Europeias do Património, pretende ser um apelo “à consciência de cada um” para que ajude a preservar “um património que é de todos”.

A zona de acesso ao Padrão dos Descobrimento, em Belém, foi desenhada e pensada para ser pedonal e de livre acesso, porém, diariamente no local “há também bicicletas, skates, patins, trotinetas e outros veículos que sobre ela circulam, ainda que tal seja proibido, e pastilhas elásticas que são atiradas para o chão por aqueles que passeiam nesta zona”, lê-se numa nota da EGEAC.

No comunicado, a empresa municipal refere ainda que a rosa-dos-ventos, com 50 metros de diâmetro, é visitada diariamente por centenas de pessoas, que, assim, “descobrem o planisfério, as rotas das viagens portuguesas, os bufões e outras criaturas fantásticas que fazem da obra de Cristino da Silva uma peça única, original e irrepetível”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.