O juiz federal do Colorado, de 49 anos e conservador, é o nono integrante do Supremo Tribunal com o apoio de 58 votos, enquanto 45 senadores votaram contra.

A bancada do Partido Republicano no Senado aprovou ontem uma reforma nos procedimentos para permitir a confirmação de Gorsuch para o Supremo Tribunal, uma opção nunca antes utilizada para aprovar um magistrado para o tribunal máximo do país.

Com a confirmação desta sexta-feira, Gorsuch junta-se aos magistrados Elena Kagan e Sonia Sotomayor - nomeadas por Barack Obama-, Stephen Breyer e Ruth Bader Ginsburg - designados por Bill Clinton -, John Roberts e Samuel Alito - eleitos por Gorge W. Bush -, Clarence Thomas - indicado por George H.W. Bush - e Anthony Kennedy - designado por Ronald Reagan.

Desta forma, o Supremo Tribunal volta a ter nove juízes, após a vaga aberta com a morte em fevereiro de 2016 do magistrado ultraconservador Antonin Scalia.

Na altura, o então presidente Barack Obama designou o juiz federal Merrick Garland, um moderado, para ocupar a vaga deixada por Scalia, mas os republicanos, que já controlavam as duas câmaras do Congresso, negaram-se a discutir sua confirmação.

Desde então, o Supremo Tribunal ficou com um número par de juízes e também dividida entre quatro magistrados moderados e quatro conservadores.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.