O dia 6 de setembro, com uma temperatura média de 29,2 graus, foi o mais quente do ano em Portugal continental.

Neste dia, os valores médios da temperatura máxima (38,6 graus) e mínima (19,8 graus) correspondem também aos valores mais altos do ano, segundo o instituto.

Foram excedidos os recordes de temperatura máxima em grande parte do território do continente (73% das estações).

“De salientar, a ocorrência de uma onda de calor com início no final de agosto ou 01 de setembro, em grande parte das regiões do Norte e Centro e interior do Alentejo”, afirma o IPMA.

As estações do IPMA registaram, em setembro, temperaturas de 45 graus na Lousã (Coimbra), 44,3 na Amareleja e em Beja (Alentejo), e 44,1 em Pegões (Montijo).

Em Lisboa, os termómetros atingiram os 41,4 graus e em Setúbal 42,1.

Ao longo do mês, o valor médio da temperatura mínima do ar (14,07 graus) foi próximo do valor normal.

O estado do tempo foi principalmente condicionado por um anticiclone localizado na região dos Açores, que “por vezes se estendeu em crista sobre o Golfo da Biscaia”.

O valor médio da quantidade de precipitação (24,3 milímetros) foi inferior ao normal, o que “permite classificar este mês como seco”, lê-se na informação divulgada pelo IPMA.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.