O SPP considera “urgente” a publicação do novo regulamento disciplinar da polícia e a entrada em vigor do diploma que estabelece até três dias de prémio de desempenho férias.

Em comunicado emitido após uma reunião realizada hoje, o SPP considera igualmente urgente que se proceda às colocações, nos índices remuneratórios devidos a todos os polícias, nomeadamente aos agentes e subcomissários que se encontram na primeira posição remuneratória.

O sindicato considera ainda insuficiente a admissão de 300 novos agentes para 2017, anunciados pela ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, durante a audição parlamentar, no âmbito da apreciação, na especialidade, do Orçamento do Estado para 2017.

A estrutura sindical também afirma que é necessário dotar das forças de segurança de meios materiais e que se cumpra, “na íntegra”, o Estatuto Pessoal da Polícia de Segurança Pública (PSP).

O sindicato exige ainda que seja eliminado o fator de sustentabilidade aos polícias, quando passam à aposentação.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.