“Vários mortos foram retirados dos escombros”, disse Rami Abdel Rahmane, diretor do OSDH, cujo balanço anterior dava conta de 29 mortos em ataques aéreos visando várias localidades da Ghouta oriental.

Em relação ao total de 29 mortos, o OSDH precisava que 10 civis foram mortos quando barris com explosivos foram lançados na localidade de Hammouriyé e nove outros, incluindo quatro crianças, em bombardeamentos em Jisrine.

Desde que foi lançada a 18 de fevereiro uma intensa campanha aérea seguida de uma ofensiva terrestre contra o enclave rebelde, foram mortos 724 civis, entre os quais 170 crianças, segundo Rami Abdel Rahmane.

Hoje, como nos dias anteriores, os bombardeamentos ocorreram antes do início de uma trégua diária de cinco horas (07:00-12:00 TMG, a mesma hora em Lisboa), uma iniciativa russa parcialmente respeitada.

O regime do presidente Bashar al-Assad, que quer reconquistar o feudo rebelde sitiado desde 2013, já recuperou um terço da zona, de acordo com o OSDH.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.