O meio não mencionou, contudo, a fonte da informação, nem a autoria do ataque.

A Central de Imprensa síria, dirigida pelo governo, detalhou que o alvo do ataque foi a base aérea Shayrat, em Homs.

Este relato ocorre dias depois de os EUA; o Reino Unido e a França terem realizado ataques aéreos contra alegadas instalações de armas químicas na Síria.

Estes ataques foram justificados como sendo uma retaliação por um suspeito ataque com armas químicas que atribuíram ao governo sírio.

No início deste mês, quatro militares iranianos foram mortos durante um ataque aéreo à base aérea síria, em Homs.

A Síria, e os seus principais aliados, Federação Russa e Irão, responsabilizaram Israel por tal ataque, o que este país não confirmou nem desmentiu.

O jornal britânico The Guardian avançou que o Pentágono garantiu que não tem qualquer atividade em curso na região.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.