Mário Loureiro informou que as oficinas municipais serão demolidas, para no lugar ser implantado o Espaço Criativo CULTIVA – Criatividade, União, Laboratório, Tábua, Ideias, Valor e Artes, na vila de Tábua, distrito de Coimbra.

“Estas obras são muito importantes para o concelho”, sublinhou, indicando que as oficinas da autarquia serão transferidas para novas instalações no Parque Industrial, cuja construção vai igualmente começar.

Na terça-feira, o autarca assinou o contrato de execução da empreitada do CULTIVA, após o executivo, por deliberação aprovada em 13 de junho, ter adjudicado a obra à empresa CIP - Construção pelo valor de 895.493,35 euros, acrescido de IVA à taxa legal em vigor.

“Esta intervenção prevê a qualificação e modernização do edifício público, visando a dinamização de atividades económicas em meio urbano através da adaptação de espaços para acolhimento de iniciativas produtivas e criação de ambientes urbanos dinamizadores da criação, do 'networking', da formação e da inovação social”, segundo uma nota da Câmara de Tábua.

Concebido no âmbito do Plano de Ação para a Regeneração Urbana (PARU), o projeto é financiado em 85% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.