Nesta manhã, pelo menos 60.000 residências estavam sem energia elétrica nos departamentos do norte e oeste de França, e cerca de 15.000 permaneciam sem luz ao final da tarde. Nas regiões da Bretanha e Normandia, noroeste da França, as autoridades decretaram alerta "laranja", um estado de emergência, o segundo de uma escala de três utilizada para classificar os fenómenos climáticos. Os ventos chegaram a 150 km/h em Belle-Ile, na costa da Bretanha. Os bombeiros precisaram de intervir devido a telhas e fios elétricos arrancados, mas nenhuma vítima foi registada.

No Reino Unido, "em consequência dos ventos violentos provocados pela tempestade Katie há atrasos e alguns cancelamentos de voos", anunciou o site do aeroporto de Heathrow, o mais importante de Inglaterra. Quase 50 voos com chegada a Londres e outros 80 com saída do aeroporto foram cancelados. Em Gatwick, no sul da capital britânica, foram cancelados 20 voos.

No Reino Unido, os ventos chegaram aos 170 km/h e a tempestade deixou 2.000 casas sem energia elétrica. Na Holanda, foram registados atrasos de voos no aeroporto de Amsterdam-Schiphol. De acordo com a televisão pública NOS, há registo de rajadas de vento de até 113 km/h, e um complexo de 28 apartamentos teve de ser evacuado, com o revestimento do telhado a ameaçar voar para longe. 

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.