"A depressão centrada junto à costa do distrito de Leiria, ganhou características subtropicais durante a tarde, revelando uma estrutura organizada nas imagens de satélite", informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera num comunicado.

Segundo o instituto, a avaliação do fenómeno foi feita em conjunto com National Hurricane Center dos EUA, "tendo-se optado por nomear o ciclone" de "Alpha".

"Com a aproximação da depressão à costa foi possível monitorizar o ciclone com o auxílio do sistema de radar, sendo possível identificar ventos de intensidade muito elevada em altitude, mas relativamente próximo da superfície", diz o IPMA. Apesar da sua imponência, "segundo as projeções dos diferentes modelos, após a entrada em terra, o Alpha deverá perder rapidamente intensidade".

Treze distritos de Portugal continental estavam hoje sob aviso amarelo por causa do vento e da chuva que pode ser por vezes forte e acompanhada de trovoada. No entanto, "tendo em conta os elementos disponíveis no momento, foi decidido elevar o nível de aviso para laranja os avisos de vento, precipitação e trovoada nos distritos diretamente afetados, Leiria e Coimbra", anuncia o instituto.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) registou hoje em Portugal continental 309 ocorrências devido ao mau tempo, entre as 00:00 e as 18:00, sendo o distrito de Lisboa aquele onde se assinalaram mais casos.

Em declarações à agência Lusa, a fonte da ANEPC indicou que o maior número de ocorrências registadas foram pequenas inundações (129), seguidas de quedas de árvores (83) e queda de estruturas (37), tendo-se ainda verificado dois deslizamentos de terra.

O distrito de Lisboa registou, entre as 00:00 e as 18:00, 113 ocorrências.

Entre as mais significativas, a fonte da ANEPC destacou as inundações na cidade de Setúbal e de Beja e os “fenómenos estranhos relacionados com o vento” em Palmela (distrito de Setúbal).

Uma tempestade intensa atingiu hoje de manhã várias zonas da cidade de Beja e provocou a queda de mais de 100 árvores e danos em veículos e infraestruturas, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

Já no concelho de Palmela, um fenómeno de ventos fortes ocorrido na Estrada do Lau, provocou a queda de árvores de grande porte, de postes da EDP e fez danos em duas habitações.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.