Em comunicado, emitido no domingo, as autoridades norte-americanas ordenaram a evacuação de pequenas ilhas ao longo da costa do Golfo e do condado de Franklin, assim como das casas móveis e parques de veículos recreativos.

Perante a previsão de chuvas torrenciais, os estados norte-americanos da Florida, Alabama e Mississipi declararam o estado de emergência em vários condados.

“As ondas podem causar risco de vida”, alertou o Centro de Furacões de Miami. As praias do sudeste da Florida encontravam-se, assim, praticamente vazias na véspera do ‘Memorial Day’, feriado anual que homenageia, na última segunda-feira de maio, os militares norte-americanos mortos em combate.

Na quinta-feira, a Administração Nacional Oceanográfica e Atmosférica (NOAA, sigla em inglês) dos Estados Unidos divulgou a previsão de entre 10 a 16 tempestades este ano. Destas, de cinco a nove podem tornar-se furacões.

Entre agosto e setembro de 2017, três grandes furacões — Harvey, Irma e Maria —, atingiram a região quase consecutivamente, causando centenas de mortos e danos no valor de milhões de dólares nas Caraíbas e no sudeste dos Estados Unidos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.