"Não tomem a decisão com base em informações falsas", pediu Cameron aos eleitores em conferência de imprensa convocada de urgência, um dia depois de as sondagens darem vantagem ao "Brexit", com uma percentagem entre 51 a 49%. Esta é a primeira vez desde que se fazem sondagens que o "Sim" à saída de UE toma a liderança das opiniões.

O primeiro-ministro conservador, que enfrenta vários membros do seu governo na campanha, acusou os adversários de ignorarem a opinião de especialistas e de organizações independentes que alertam que a saída terá consequências graves para a economia britânica.

Veja também: "Brexit" ganhou vantagem e os mercados responderam

"Por um lado temos especialistas confiáveis a alertar para os riscos da segurança da nossa economia, e por outro uma série de afirmações que são totalmente falsas. A campanha 'Leave' está a recorrer a absolutas mentiras para enganar as pessoas", declarou, acrescentando que "é irresponsável. É um erro".

David Cameron vai responder a perguntas do público num programa de televisão da rede ITV na terça-feira às 21h00. O programa também contará com a participação de um dos líderes da campanha antieuropeia, Nigel Farage, mas os dois não se vão encontrar.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.