O Instituto de Geociências de Tirana informou que o terramoto ocorreu às 14:04 GMT (15:04 de Lisboa), numa zona costeira a 30 quilómetros da cidade portuária de Durres e a uma profundidade de apenas 10 quilómetros.

Onze minutos depois registou-se uma réplica de magnitude 5,4.

O terramoto provocou pânico e danos materiais consideráveis e segundo as primeira informações das autoridades albanesas contabilizavam-se 26 pessoas com “ferimentos consideráveis”.

Entre os edifícios que sofreram danos conta-se a Faculdade de Geologia da Universidade de Tirana, onde ruiu parte do telhado.

Ao receber a notícia do sismo, o primeiro-ministro albanês, Edi Rama, que se encontrava na cidade alemã de Frankfurt, a caminho de Nova Iorque, cancelou a viagem e regressou à Albânia.

O terramoto foi sentido também na ilha grega de Corfú, mas não causou danos, segundo uma fonte da Proteção Civil local.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.