Um tornado é um fenómeno meteorológico composto por um turbilhão de vento, também chamado de vórtex. É violento e destrutivo, mas rápido e de extensão limitada.

Ele forma-se quando o ar quente e húmido, proveniente do mar, se cruza com ar frio e seco, proveniente dos polos. O ar quente tem tendência a subir, já o ar frio, mais denso, desce. A condensação da humidade trazida pelo ar quente forma então nuvens de tempestade.

As duas massas de ar enrolam-se uma na outra, sem se misturarem: nasce então por vezes a tromba de água, sinal visível do início de um tornado.

Fala-se de tornado quando o turbilhão toca o chão. As espirais de ar ascendentes podem então expressar o seu potencial destruidor, diretamente ligado à velocidade dos ventos. Este potencial é hoje descrito por uma escala chamada "Fujita melhorada": a maioria dos tornados estão classificados no nível 0, com ventos de 105 a 137 km/h. Podem provocar alguns danos e arrancar algumas telhas. Os tornados de nível 5 ultrapassam os 320 km/h e podem chegar aos 500km/h. A este nível, os tornados levam casas e são capazes de projetar carros a 100 metros de distância.

Os tornados aparecem um pouco por todo o lado no mundo. Mas é nos Estados Unidos que são mais frequentes: formam-se cerca de mil tornados por ano. Uma parte do centro-oeste dos Estados Unidos reúne as condições ideais para a sua formação. É o tornado Alley. Na Primavera, o ar frio do Canadá desce às grandes planícies, ao mesmo tempo que sobe o ar quente e húmido do Golfo do México. O confronto de massas provoca então vários e fortes tornados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.