José Alberto Rosa indicou à agência Lusa que morreram hoje duas mulheres, no hospital de Beja, e um homem que estava na Zona de Concentração e Apoio à População (ZCAP) de Mértola, criada no Pavilhão Desportivo Municipal da vila.

Segundo o provedor, a outra vítima mortal é uma mulher que morreu esta semana no hospital de Beja.

“A situação agravou-se e temos a registar quatro mortes e 62 utentes positivos”, adiantou o provedor.

José Alberto Rosa explicou que os 62 utentes que fizeram testes com resultados positivos para o coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a doença covid-19, estão na ZCAP de Mértola, acrescentando que apenas cinco utentes tiveram “resultados negativos”, totalizando os 71 utentes do lar, incluídos os quatro óbitos.

O provedor adiantou que dos testes efetuados na quinta-feira, 12 utentes “testaram positivo”, totalizando os 62 que estão infetados.

O responsável indicou ainda que 36 funcionários da instituição também estão infetados com o vírus que provoca a covid-19, entre eles uma enfermeira e a diretora técnica, que estão “assintomáticos ou com sintomas ligeiros”.

“No hospital de Beja estão internados pelo menos dois utentes do lar”, adiantou o provedor.

Segundo José Alberto Rosa, o primeiro caso de infeção confirmado foi de um utente do lar, que começou a ter febre e foi ao hospital de Beja, onde fez um teste de despiste do vírus que deu resultado positivo.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.827.565 mortos resultantes de mais de 83,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 7.045 pessoas dos 423.870 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.