Segundo a fonte, a operação visou várias empresas suspeitas de prestarem auxílio à imigração ilegal, nomeadamente com origem em asiáticos, como o Paquistão e a Índia.

Dois trabalhadores foram detidos por permanência ilegal em território nacional e seis foram notificados para abandonar o país voluntariamente.

Os restantes foram notificados para comparecerem no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Braga, para regularização da situação.

Os detidos vão ser levados na sexta-feira ao Tribunal Judicial de Famalicão.

Na operação, estiveram envolvidos 20 militares do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Barcelos, seis inspetores do SEF e dois inspetores da Autoridade para as Condições do Trabalho.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.