“Vou fazer com que os países do Golfo (Pérsico) nos deem muito dinheiro e vamos ajudar a construir zonas seguras na Síria para que toda a gente possa ter oportunidades”, disse Trump num evento da sua campanha de agradecimento realizado em Hershey (Pensilvânia).

O Presidente eleito afirmou que os Estados Unidos não têm dinheiro para construir essas zonas, já que têm uma dívida pública de 20 biliões de dólares, mas mostrou-se convencido de que as monarquias do Golfo Pérsico vão financiar a sua iniciativa.

“Quando vejo o que passa na Síria, é algo tão triste, tão triste, que temos de ajudar as pessoas”, disse o empresário nova-iorquino.

Apesar de falar da guerra na Síria, o Presidente eleito manteve-se em silêncio sobre a batalha de Alepo, onde as milícias aliadas dos Estados Unidos saíram derrotadas esta semana após a reconquista da cidade por parte das forças sírias de Bashar al-Asad.

Alepo tornou-se nos últimos meses um dos maiores focos de tensão entre Washington e Moscovo, que entrou em combate em apoio a Asad.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.