Durante o segundo debate entre os dois candidatos à Presidência dos Estados Unidos da América nas eleições de novembro, Trump voltou a atacar Clinton por ter usado um endereço de correio eletrónico privado enquanto secretária de Estado (2009-2013) e ameaçou, caso chegue à Casa Branca, nomear um procurador especial para a investigar.

Em resposta, Clinton voltou a admitir que cometeu um “erro” com os emails e garantiu estar “muito comprometida” em lidar de forma séria com informação classificada.

“É de facto muito bom que alguém com o temperamento de Donald Trump não seja responsável pela lei no nosso país”, declarou, impelindo o republicano a responder: “Porque estarias na prisão”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.