A jovem ficou imóvel num buraco, a cerca de 12 metros do solo, o que obrigou a uma ação de resgate pelo Grupo de Salvamento Especial dos Bombeiros de Portimão, declarou à Lusa o comandante Conceição Duarte, da Capitania do Porto de Lagos.

A vitima foi retirada um pouco antes das 14:00 com queixas de dor no lado direito da zona pélvica, pelo que foi encaminhada para o Hospital de Portimão para uma avaliação mais rigorosa, adiantou o responsável.

A turista estava a tirar fotografias quando escorregou da arriba, conhecida por ser uma zona de perigosidade devido à natureza da sua estrutura e instabilidade do solo.

No local estiveram 16 operacionais e 5 viaturas, entre Bombeiros de Portimão e Lagos e Autoridade Marítima.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.