Numa reunião digital com jornalistas, a empresa liderada por Dara Khosrowshahi indicou que as novas medidas de proteção contra a covid-19 serão obrigatórias em quase todos os seus mercados: EUA, Europa, México, Canadá e grande parte da América Latina e Ásia.

A Uber já tinha recomendado o uso de máscara aos seus motoristas, mas agora vai longe e obriga-os a tirar uma foto com ela colocada, devendo a mesma ser partilhada no aplicativo antes da entrada de passageiros no veículo.

Quanto aos utilizadores da plataforma, não estão obrigados a tirar uma foto, mas devem usar máscara, sem a qual a Uber recomendou aos seus motoristas o cancelamento das viagens.

A empresa sediada em San Francisco, Califórnia, nos Estados Unidos, também recomendou que as janelas dos veículos sejam mantidas abertas durante as viagens para melhorar a circulação de ar, limitando a três o número de passageiros que podem andar em cada veículo, todos no banco traseiro da viatura.

A Uber anunciou na semana passada perdas de 2.946 milhões de dólares (cerca de 2.720 milhões de euros) entre janeiro e março, coincidindo com o início da pandemia global da covid-19, um número três vezes maior do que os 1.016 milhões (930 milhões de euros) que perdeu no mesmo período do ano passado.

Naquela ocasião, e apesar dos fracos resultados, Khosrowshahi enviou uma mensagem otimista, assegurando que, depois de “atingir o fundo do poço” em meados de abril, as contas da Uber estavam a recuperar, pouco a pouco, nas últimas semanas e que, embora lhe parecesse óbvio não ser possível tornar a empresa lucrativa em 2020, o atraso seria uma questão de “trimestres, mas não anos”.

Nesse mesmo dia, a empresa anunciou a emissão de 750 milhões de dólares (692 milhões de euros) em títulos de dívida para “possíveis aquisições e transações estratégicas”.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 294 mil mortos e infetou mais de 4,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,4 milhões de doentes foram considerados curados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.