Não é a primeira vez que um desastre desta dimensão afeta a província de Rieti, na região de Lazio. Situada entre Lazio e Abruzzo, a pequena comarca de Amatrice, com pouco mais de 3 mil habitantes, viveu uma situação semelhante há quase quatrocentos anos. Andrea Tertulliani, do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV), cataloga o terramoto de 1639 como igualmente devastador. Ocorreu a 7 de outubro de 1639 e destruiu as localidades de Amatrice e Accumoli. Acrescenta ainda outro abalo bastante intenso, em 1703, na área de Nórcia. O The New York Times fez um apanhado dos sismos que abalaram Itália nos últimos quarenta anos. 

Perugia

24 de agosto, 2016

Um sismo de magnitude 6.2 na escala de Ritchter matou várias pessoas, o número fixava-se nas 28 às 11h (hora de Lisboa). Há ainda registo de centenas de pessoas gravemente feridas num abalo que durou 140 segundos.

A pequena localidade de Amatrice sofreu danos bastante significativos. O presidente da câmara afirmou que “metade da cidade desapareceu” na sequência do tremor de terra. Acompanhe aqui toda a informação atualizada sobre o sismo.

Emilia-Romagna

maio/junho, 2012

Dois terramotos atingiram a região de Emilia-Romagna, em maio de 2012. O primeiro teve magnitude de 6.0 e o segundo terramoto 5.8 de magnitude. Seguiram-se várias réplicas, três delas na casa dos 5.0 na escla de Richter. Vinte e quatro pessoas morreram, centenas ficaram feriadas e mais de 15 mil ficaram desalojados.

Abruzzo

abril, 2009

Na região montanhosa de Abruzzo um terramoto de magnitude 6.3 na escala de Richter fez perto de 300 mortos. Ficaram em ruínas milhares de prédios. A falta de construções anti-sismicas contribuíram, em grande parte, para que os danos fossem tão elevados.

Mais de 10 mil pessoas ficaram desalojados e as ruas do centro histórico de L’Aquila ficaram em escombros. O terramoto foi sentido a mais de 100 km de distância na cidade de Roma.

Molise

outubro, 2002

Mais de 50 crianças ficaram presas debaixo dos destroços das casas, 27 não sobreviveram. O sismo de magnitude 5.4 na escala de Richter causou o colapso de uma escola de enfermagem e de uma escola primária. Várias estruturas em San Giuliano di Puglia, uma cidade rural de 1,200 habitantes na zona de Molise, desmoronaram.

Campania

novembro, 1980

O terramoto de magnitude 6.9 na escala de Richter fez perto de 3 mil mortos e deixou mais de 200 mil sem casas. O epicentro foi em Eboli, a cerca de 483 quilómetros do sudeste de Pisa. A Torre de Pisa vibrou durante 22 minutos, segundo registos.

Friuli-Venezia Giulia

maio, 1976

Mais de mil mortos e 100 mil desalojados, depois de uma série de sismos que chegaram a atingir a magnitude de 6.5 na escala de Richter, no norte de Itália. Cerca de 20 mil pessoas perderam as suas casas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.