“As declarações de uma possível operação militar turca no noroeste da Síria são uma fonte de preocupação”, disse, em comunicado, Federica Mogherini.

A dirigente italiana acrescentou que a União Europeia espera que as autoridades turcas “se abstenham de adotar qualquer ação unilateral que possa [interferir] nos esforços de coligação internacional contra o [grupo] Estado Islâmico ou gerar mais instabilidade na Síria”.

Para Federica Mogherini, “dado que a luta contra o Estado Islâmico está a entrar na fase final, todas as partes devem trabalhar no objetivo de garantir a sua próxima derrota”.

A chefe da diplomacia da União Europeia acrescentou ainda que uma solução “aceitável” para Ancara e Washington no norte da Síria deveria “abordar as preocupações de segurança da Turquia sem prejudicar a campanha contra o Estado Islâmico”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.