"Em 2019, a Unidade Móvel Saúde (UMS) de Oleiros registou cerca de 124 saídas pelas várias localidades do concelho, tendo participado nos rastreios desta UMS cerca de 909 utentes, realizando um total de 1.154 atendimentos", refere, em comunicado, a Câmara de Oleiros.

A UMS entrou ao serviço em 2015 e tem vindo a realizar rastreios no âmbito da diabetes e das doenças cardiovasculares, e prestado cuidados de saúde a toda a população do concelho de Oleiros, "contribuindo para atenuar um pouco as carências nos cuidados de saúde primários".

A autarquia explica ainda que, do total de participantes, 742 são utentes que se encontram inscritos no Centro de Saúde de Oleiros e que os restantes 167 são utentes que se encontram inscritos noutros centros de saúde ou que se encontram com inscrição esporádica pela sua condição de migrante.

"Atendendo aos parâmetros avaliados e situações de saúde verificadas, ao longo de 2019 foram encaminhados 30 utentes para o Serviço de Atendimento Complementar (SAC) de Oleiros/Hospital Amato Lusitano, 104 utentes para o médico de família e verificou-se um utente com necessidade de acionamento do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM)", lê-se na nota.

Em 2019, a UMS de Oleiros realizou ainda 39 visitas domiciliárias a utentes acamados ou com dificuldades na mobilidade, sendo que as intervenções permitiram que fossem detetados, precocemente, sete novos casos de diabetes tipo 2.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.