O teste de diagnóstico “permite saber se existe ou não infeção pelo novo coronavírus” SARS-CoV-2, que provoca a covid-19, e o teste serológico “indica se possuímos os anticorpos para a doença”, explicou hoje a Universidade de Évora (UÉ), em comunicado.

A realização destes dois tipos de testes, disponíveis para a comunidade, vai ter lugar na Escola Superior de Enfermagem S. João de Deus da UÉ ou no local solicitado pelo requerente, sempre às terças e quintas-feiras, segundo a academia alentejana.

A reitora da UÉ, Ana Costa Freitas, argumentou que esta medida “reforça o papel ativo que a universidade assumiu desde o primeiro momento no combate à pandemia, seja na realização de testes, na investigação de novas soluções ou no apoio à comunidade, através da entrega de equipamento de diagnóstico e material de proteção”.

A proximidade com a comunidade local é, “mais do que um dever, um missão, não apenas nesta área mas em muitas outras da sociedade”, assinalou a reitora.

Ana Costa Freitas, citada no comunicado, congratulou-se ainda “com o envolvimento ativo, desde a primeira hora, de uma vasta equipa da UÉ, que tem dado um valioso contributo para minorar os efeitos negativos” da pandemia de covid-19.

Os testes serológicos, “com entrega imediata dos resultados”, vão realizar-se todas as terças e quintas-feiras, pelas 14:00, e têm um custo de 15 euros para entidades públicas e de 25 euros para entidades privadas.

“Este teste possibilita avaliar a imunidade ao coronavírus e consiste na recolha de uma amostra de sangue que comprova a presença das imunoglobulinas IgG e IgM”, assinalou a UÉ.

Quando o resultado do exame “deteta IgG reagente e IgM não-reagente”, significa que o testado “esteve infetado há pelo menos três semanas e que pode estar imunizado, apesar de ainda não existirem evidências científicas sólidas que comprovem a duração dessa imunização”.

Quanto ao teste de diagnóstico à covid-19, que pode ser feito também às terças e quintas-feiras, mas neste caso às 09:00, vai custar 40 euros se for requerido por entidades públicas e 50 euros para entidades privadas, demorando a confirmação do resultado “24 a 48 horas”.

“Indica se existe ou não infeção pelo vírus. A mais-valia deste teste reside no facto de ajudar a pessoa infetada a receber os cuidados necessários e tomar as medidas mais adequadas, [como as] de isolamento, e contribuir assim para um maior controlo da cadeia de transmissão desta doença”, disse a UÉ.

Portugal contabiliza pelo menos 1.931 mortos associados à covid-19 em 71.156 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.