Na Praça Carlos Alberto, o monumento aos Mortos da Grande Guerra e a estátua de Humberto Delgado surgiram pintadas com lágrimas azuis, pintadas a todo o comprimento.

O mesmo sucedeu no Jardim da Cordoaria, onde várias das estátuas do local surgiram também pintadas, entre elas o busto de António Nobre, com as “lágrimas” de tinta azul a estenderem-se até ao solo.

Fonte da autarquia disse à Lusa que as estátuas em causa “já estão sinalizadas para serem intervencionadas” e que foram “vários, espalhados pela cidade os atos de vandalismo verificados”. A fonte desconhece se foi apresentada queixa às autoridades.

O fotógrafo portuense Egídio Santos denunciou o ato de vandalismo na sua conta de Facebook, publicando várias fotografias das estátuas. O Jornal de Notícias, na sua conta de Instagram, também partilhou algumas imagens.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.