Numa entrevista aos meios de comunicação do Vaticano, citada pela agência Reuters, o Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado do Vaticano, disse que a Santa Sé continua firmemente convencida de que uma solução de dois Estados é a única forma de garantir uma paz duradoura na região do Médio Oriente.

“A libertação de reféns israelitas e a proteção de vidas inocentes em Gaza estão no centro do problema criado pelo ataque do Hamas e pela resposta do exército de Israel”, disse Parolin, que é o principal diplomata do Vaticano e o número dois depois do Papa Francisco na hierarquia da Santa Sé.

"A Santa Sé está pronta para qualquer mediação necessária, como sempre. É necessário recuperar o sentido da razão, abandonar a lógica cega do ódio e rejeitar a violência como solução. É direito de quem é agredido defender-se, mas mesmo a defesa legítima deve respeitar a proporcionalidade", disse também.

Apelou ainda a conversações diretas entre Israel e o Hamas, para "evitar mais derramamento de sangue, como está a acontecer em Gaza, onde muitas vítimas civis inocentes foram afetadas pelos ataques do exército israelita", terminou o responsável.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.