Um vulcão japonês situado a cerca de 50 km duma central nuclear começou esta sexta-feira, 5 de fevereiro, a lançar cinzas a quase 2 km de altura. As cinzas e os jactos de lava podem ver-se contra o fundo do céu nocturno neste vídeo disponibilizado pela televisão estatal.

Não há informação de danos e os trabalhos na central nuclear não foram afectados. A Agência Meteorológica Japonesa subiu o alerta para o nível 3, o que quer dizer que as pessoas não devem aproximar-se da montnha. O Sakurajima tem centenas de pequenas erupções todos os anos. "Aparentemente houve rocha projectada a uma distância de 2 km da cratera, mas esta zona fica muito longe de qualquer localidade", comentou Kazuhiro Ishihara, professor da Universidade de Quioto, na TV estatal.

Uma outra central, também da Kyushu Electric Power e localizada na mesma ilha, foi encerrada o ano passado, juntamente com todas as centrais nucleares japonesas, depois do terramoto de 2011 que atngiu a central de Fukushima. Um porta-voz da empresa disse que esta erupção não tinha impacto na central e não iam ser tomadas medidas especiais.

O Japão fica no chamado 'Círculo de Fogo do Pacífico', uma zona sismicamente activa em forma de ferradura onde se encontram várias falhas e vulcões. No seu território há mais de cem vulcões activos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.