Três países. França, Suíça e Itália. 19 localidades, 7 vales e 800 quilómetros percorridos em trail divididos por sete competições para todos os níveis, distâncias, dos 4 aos 300 quilómetros, e para todas as idades. O Monte Branco (Mont Blanc), nos Alpes, é o território que interliga as provas que começaram na passada segunda-feira, 26, e terminam no próximo dia 1 de setembro, em Chamonix, França, atravessando três fronteiras.

A localidade conhecida pela famosa estância de inverno e de esqui serve de ponto de partida, passagem ou de chegada dos cerca de 10 mil corredores que terão a ajuda de 20 mil elementos das respetivas equipas e dois mil voluntários. Também aqui se fará a cerimónia de entrega de prémios. Ao todo, participam atletas oriundos de 100 países e 5 continentes. A organização estima que mais de 50 mil pessoas sigam ao vivo, dia e noite, os homens e mulheres que enfrentam a montanha alpina enquanto 800 mil acompanham as incidências via televisão e redes sociais.

Portugal estará representado por cerca de 170 atletas (10 dos quais na elite), sendo o 12.º país com maior representação, numa lista liderada pela França (4104 corredores), Espanha (892) e Itália (695).

O Ultra Trail Mont Blanc (UTMB®) é a prova rainha desta semana de superação humana. A mítica travessia dos Alpes, que vai na 17ª edição, reúne 2300 atletas. 52 são portugueses, três dos quais, todos homens, integram a elite.

O mais emblemático evento de trail mundial arranca amanhã de Chamonix às 17h00 (hora francesa), em frente à icónica Igreja de São Miguel (Saint-Michel), no centro da localidade, e termina no mesmo local até ao máximo de 46h30m depois do tiro de partida, sendo previsível que o vencedor termine em cerca de 21 horas (hora prevista de chegada às 15h00 locais) o percurso que se inicia em França, entra em território helvético e italiano e regressa a terras gaulesas.

O trajeto obrigará os atletas a um sobe e desce entre os 1000 e os 2600 metros de altitude em diversas etapas de montanha, um ioiô extensível às demais provas, levando-os a penetrar em aldeias com 150 habitantes, percorrer empedrados e estradas romanas iluminadas por tochas, passar por reservas naturais e interagir com a comunidade e a cultura alpina.

Mulheres com 30% de vagas na elite

O UTMB® engloba três corridas de ultra-endurance (UTMB®, 180 km, TDS®, 145 km, CCC®, 101 km), duas de formato médio (OCC, 56 km e MCC, 40 km), uma corrida para os mais novos (YCC, que se divide por 15, 8 e 4 km) e uma grande aventura (PTL®), Petite Trotte à Léon, percorrida em equipas de dois ou três atletas, que atravessa os três países, percorrendo 300 quilómetros, para além das “minis” em Chamonix, Courmayeur, Trient Champex-Lac destinada a crianças dos 3 aos 13 anos de idade.

Preparados para enfrentar as 4 estações durante as provas, do calor extremo às temperaturas baixas, sol, vento, chuva e neve, o UTMB® atrai atletas de todas as idades. Na edição deste ano, o corredor mais velho tem 79 anos e correrá o OCC, prova cujos primeiros corredores começaram a chegar a Chamonix; e a mulher mais velha, 72 anos, está inscrita no TDS. O corredor mais jovem, 14 anos, participará no YCC.

A OCC é a corrida com maior número de mulheres (33% dos atletas), sendo que no UTMB® a “quota” é preenchida por 11%. Entre os atletas de elite, as mulheres garantiram 30% das vagas. Os Estados Unidos da América é o país que coloca mais atletas de elite da prova rainha (20%), seguido da Espanha (17%) e da França e Inglaterra (ambas com 11%).

Tendo arrancado em 2003, cinco anos depois a organização do Ultra Trail de Mont Blanc, estabeleceu uma triagem com qualificação e ranking para quem quer fazer parte dos “Jogos Olímpicos” do Trail, um método que ainda hoje vigora. Este ano candidataram-se 26063 corredores e realizaram-se 3264 corridas de qualificação em 100 países.

*O jornalista viajou para Chamonix a convite da UTMB

 

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.