O adiamento dos Jogos foi benéfico para a preparação ou foi mais um momento de ansiedade?

O adiamento não foi benéfico. Isto porque tenho de pensar não só na minha preparação, mas também na do cavalo. Mas foi uma coisa que teve de acontecer, e tivemos de lidar com isso.

Ao longo deste ciclo paralímpico, quando é que pensou: este é momento do “tudo ou nada”? 

O "tudo ou nada"...  Manteve-se tudo igual. A minha fase de apuramento para os Jogos não sofreu alterações, terminou em janeiro de 2020, ainda antes do adiamento.

BI Paralímpico

Ana Mota Veiga

Modalidade: Equitação

Prova: Individual Grade I + Freestyle

Idade: 47 anos

Naturalidade: Lisboa

Clube: Centro Hípico Costa da Beloura

Treinador: Francisco Cancela de Abreu

Participações: Ana Mota Veiga esteve nos Jogos Paralímpicos Rio de Janeiro. Terminou em 17º lugar.  

Factos & Curiosidades: É a única representante lusa na disciplina Equestre e uma das figuras do Paradressage em Portugal. 

Na única prova que disputou este ano, concluiu em 1º lugar o torneio internacional Doha 2021, em Freestyle, individual e team test.

Nas vésperas do Rio 2016, o cavalo que montava, o Vento, morreu. Foi para o Brasil com o Convicto LV, Puro Sangue Lusitano que repete a participação olímpica. Os cavalos que vão aos Jogos fazem a quarentena de 10 dias na Alemanha, na cidade de Aachen, e terão apenas cinco dias de aclimatação na capital nipónica.

Qual o pior momento na preparação?

A incerteza sobre se os Jogos se realizariam, ou não, não foi benéfica e gerou alguma ansiedade.

Qual a maior dificuldade que espera encontrar em Tóquio?

Sem dúvida a questão do clima e adaptação ao fuso horário, por ter tido pouco tempo de adaptação.

Qual a coisa mais inusitada que leva na bagagem para o Japão? 

Levo uma máquina de café. Não sou muito dependente, mas a minha treinadora é.

Quais são os objetivos em termos de resultados/marcas?

Vou dar o meu melhor e espero chegar o mais alto possível na tabela classificativa.

Que memória tem dos primeiros Jogos a que assistiu? 

O Rio de Janeiro 2016. Foram os primeiros jogos que participei e ficaram na memória o espírito caloroso dos brasileiros.

Se ganhar uma medalha, a quem a vai dedicar?

Dedico-a a todos os que me ajudaram a consegui-la.

________

O adiamento, o "tudo ou nada" e os principais objetivos. Rumo aos Jogos Paralímpicos, que se realizam de 24 de agosto a 5 de setembro, desafiámos alguns dos atletas lusos a responder a um Questionário Paralímpico. Portugal estará representado em Tóquio por 33 atletas. Acompanhe todas as notícias, destaques e resultados no SAPO24

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.