Os ‘gunners’, que são adversários do Benfica nos 16avos de final da Liga Europa, vinham de uma série ‘negra’ na Premier League, que incluiu quatro derrotas nos últimos sete jogos, e deram um ‘pontapé’ na crise, num encontro em que já venciam por 2-0 ao intervalo.

A atuar em casa, o avançado francês Lacazette, aos 34 minutos, deu vantagem ao Arsenal, na marcação de uma grande penalidade, e o médio suíço Xhaka, aos 44, aumentou a diferença, na marcação de um livre direto.

Mesmo sem os brasileiros Gabriel, David Luiz (ex-Benfica e ex-Chelsea) e Willian (ex-Chelsea), o primeiro infetado por estar infetado com o novo coronavírus e os restantes devido a doença, a equipa de Mikel Arteta confirmou o triunfo, aos 56 minutos, através de Saka.

Com o internacional português Cédric Soares a assistir ao encontro do banco de suplentes dos ‘gunners’, o Chelsea reduziu a diferença aos 87 minutos, por Abraham.

Com este resultado, o Chelsea passou a dividir o quinto lugar com Aston Villa, Tottenham (menos um jogo) de Mourinho e Southampton, todos com 25 pontos, enquanto o Arsenal, que não vencia desde o início de novembro, apanhou provisoriamente o Leeds United, no 14.º posto, com 17.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.